1. Home
  2. Notícias

Juíza autoriza abatimento de prejuízo de dívida inscrita em parcelamento

02/03/2018

Portarias da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional servem para “aclarar o conteúdo das leis” e não podem “inovar onde a lei ordinária não dispôs”. Com esse argumento, a juíza Cristiane Conde Chamtalk, da 6ª Vara Federal Cível do Rio de Janeiro, permitiu que uma empresa abata de sua dívida de Contribuição Social sobre Lucro Líquido prejuízos fiscais registrados entre 2012 e 2015. A decisão é do dia 24 de janeiro deste ano e foi publicada no dia 30. Com isso, a empresa foi autorizada a abater da dívida total prejuízo fiscal de R$ 4,6 milhões.

Na prática, a juíza suspendeu a aplicação do artigo 2º da Portaria 1207/2017 da PGFN, que regulamentou a adesão a programa de parcelamento de dívidas apelidado de Pert. De acordo com a empresa autora, uma revendedora de metais, a lei Pert não fala nada sobre o abatimento do débito com dívidas de CSLL nos casos de dívidas de responsabilidade da PGFN. Mas a portaria criou a restrição de que o abatimento só seria possível se já não tivesse sido utilizado como compensação para base de cálculo de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica.

Para a magistrada, a portaria violou o princípio da reserva legal para concessão de parcelamento em matéria tributária. “O legislador claramente optou por não restringir a utilização de créditos de Prejuízo Fiscal e Base Negativa de CSLL no âmbito de parcelamento da PGFN”, escreveu, na liminar.

A única restrição é ao abatimento de dívidas administradas pela Receita Federal, o que, para a juíza, mostra que a omissão no caso das dívidas de responsabilidade da PGNF foi deliberada.
Fonte: Consultor Jurídico

Outras Notícias

Imposto de Renda: Rendimento obtido com Uber deve ser declarado

17/12/2018
Sem uma determinação definida pela Receita Federal sobre como proceder, os motoristas dos aplicativos de transporte, como o Uber e Cabify, devem redobrar a atenção na hora de preencher a declaração de...
Ler Notícia

Quais as diferenças entre profissionais liberais, MEI e ME?

17/12/2018
O mundo moderno nos trouxe a possibilidade de escolher o rumo de nossas carreiras e construir um relacionamento saudável com clientes, sem precisar depender exclusivamente de um emprego CLT e de um patrão para sobreviver no mercado...
Ler Notícia

Empresas do 2º grupo do eSocial têm até o fim deste mês para cadastrar trabalhadores

17/12/2018
Fonte: Portal eSocial ...
Ler Notícia

Salários ou princípios? O que pesa mais na hora de mudar de emprego

17/12/2018
Recentemente, um grupo de funcionários do Google abriu mão do emprego por causa do envolvimento da empresa com o projeto Maven, que fornecia e processava dados para drones militares dos EUA. Você deixaria seu emprego por...
Ler Notícia

Não é possível acumular adicionais de insalubridade, define TST

17/12/2018
Não há embasamento legal para acúmulo de adicionais de insalubridade. Com este entendimento, a 5ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a impossibilidade de cumulação e condenou uma empresa de...
Ler Notícia

+ Notícias

Nossos Produtos e Soluções